binance dex

Binance Coin (BNB) sobe mais 8,5% após divulgação de vídeo da Binance DEX

Hoje, a Binance Coin subiu mais 8,5% em relação ao dólar dos EUA depois que a empresa lançou um vídeo de demonstração de sua exchange descentralizada (DEX).

binance-coin-analise-05-12-18

O BNB/USD está agora sendo negociado a $6,33, uma queda de 1,89% de sua alta diária em $6,45. O par está se movendo dentro de um canal crescente, um padrão de reversão de onda de preço. À medida que se completa a conclusão – significada pelo esgotamento do volume e do preço saltando dentro da faixa da cunha – o BNB / USD provavelmente sairá do canal para o lado negativo. Considerando um curto comercio quando o preco quebra o suporte de cunha e tenta sair de posicoes longas para minimizar perdas potenciais. Ao mesmo tempo, considere a possibilidade de colocar uma ordem de stop loss logo acima da máxima mais recente à medida que você entra em uma negociação a descoberto.

Vídeo demo da exchange descentralizada da Binance

A Binance acaba de lançar o vídeo de demonstração de sua exchange descentralizada, apelidada de Binance DEX. A gravação também inclui um breve pico na rede Binance, que, de acordo com os desenvolvedores do projeto, ofereceria “baixa latência, alta taxa de transferência e custódia descentralizada de fundos”.

A destreza combinada de uma DEX e uma blockchain pública permite que os detentores do BNB especulem sobre um futuro brilhante da plataforma Binance. A Binance Chain, em particular, espera funcionar como blockchain da Ethereum, o que permitiria que os projetos emitissem seus tokens da empresa na blockchain principal. No geral, o desenvolvimento leva a um mercado próprio de ICO na Binance.

Quanto à DEX, a plataforma parece e funciona quase de forma semelhante ao que a Binance oferece em sua versão centralizada de negociação. Exceto, permite que os usuários gerem uma “frase-seed” mnemônica de 24 palavras para chaves privadas, e um menu com saldo para atualizar os usuários sobre o status da conta e um “ícone de usuário” que mostra endereços de carteira individuais.

Previsão de lançamento

A Binance está procurando lançar a plataforma DEX já em 2019.

escola1 e1543980562241

Análise Técnica BTC/USD e ETH/USD – 04/12/2018

Normalmente são lançadas duas análises consecutivas e separadas em postagens distintas de Bitcoin e Ethereum. No entanto, devido à enorme semelhança nos movimentos mercadológicos de ambos os ativos no curto prazo, ambos os estudos serão sintetizados em uma única postagem. Alguns indicadores serão trocados, porém ambos trazem as mesmas informações para todos os casos.

Comecemos, obviamente, pelo Bitcoin.

Mais uma vez, nossa análise anterior mostrou-se bastante alinhada com os movimentos pessimistas de mercado. Esperávamos recuperação próxima à casa dos 4070 USD, seguida de queda; após atingir 4030 USD, iniciou-se novamente a sangria nos preços, respeitando a LTB iniciada no final do mês passado.

Houve desvalorização aproximada de 2,8% nos preços do ativo nas últimas 24 horas. Por várias semanas, o mercado não conseguiu alcançar índices próximos à sobrecompra no Índice de Força Relativa (IFR) no gráfico supracitado desde o dia 7 de novembro. O volume vendedor nos seis últimos candles apresentam forte ímpeto vendedor no curto prazo.

Leia também  Venezuela é o país mais barato para minerar Bitcoin

O MACD mostrou-se pouco confiável nos últimos dias, apresentando falsos sinais de entrada. Com o RSI apontando divergência sobre as indicações do MACD, não havia possibilidade de entrada de forma confiável. Na dúvida, devemos apenas observar e aguardar sinais claros de entrada – os quais não se expuseram no período gráfico utilizado.

ADX mostra declínio claro da força compradora e começo, ainda que modesto, de um movimento de baixa, ainda o indicador de direção esteja bem rebaixado. O cruzamento das médias móveis de 9 e 21 períodos e o afastamento considerável entre ambas nos servia de termômetro para uma tomada pessimista nos preços.

Caso o canal paralelo continue sendo respeitado, haverá teste de fundo em 3780 USD, aproximadamente, com boas chances de rompimento. Caso positivo, dois alvos de compra para swing trade serão possíveis: 3705 USD e 3620 USD.

Em síntese: ainda não estamos livres de um teste de fundo ainda mais agressivo que busque 3200-3000 USD no gráfico diário, uma vez que, abaixo dos 3620 USD, temos os alvos de queda anteriormente citados como suportes compradores. A diferença entre 3200 USD e 3000 USD está na sombra do candle; se ela será ou não acatada durante possível movimento de queda, não temos como saber até acontecer.

E o Ethereum?!

O gráfico de quatro horas parece uma espécie de réplica gerada por mitose das tendências do Bitcoin. Nossa visão, segundo análise anterior, era de que o ativo buscaria 113 USD e, posteriormente, testaria novamente o fundo anterior. O ativo alcançou 112 USD próximo às 10 horas a manhã e, a partir de então, iniciou considerável sangria nos preços.

No momento de escrita desta análise, os preços voltaram à casa dos 106,1 USD, valor concomitante ao fundo encontrado no dia 3 de dezembro, ignorando-se as sombras nos candles. Assim como o Bitcoin, o Ethereum está respeitando com bastante propriedade o canal paralelo, o que é um indicador bastante pessimista. Não se iludam por pequenos pumps sem expressão.

O token “bateu” na média central das Bandas Bollinger e caiu com considerável força oito horas depois, o que é um forte indicador de que a tendência de baixa continua firme e forte no curto prazo. Caso o indicador seja inserido no gráfico do Bitcoin no mesmo período gráfico, trará a mesma informação.

Pelo VAPI, podemo ver que o ímpeto comprador, como diria Lula, não passou de uma “marolinha”. O volume vendedor gradualmente se torna mais presente, enquanto a tendência de alta abandona cada vez mais as esperanças.

Assim como o Bitcoin, os alvos mais prováveis de queda, segundo a Extensão de Fibonacci, são os seguintes: 103,5 USD e 101,5 USD. Visto que a força vendedora está muito mais em voga, devemos aguardar sempre pelo pior.

O gráfico abaixo faz uma comparação bastante clara entre o comportamento concomitante entre as tendências do Bitcoin e do Ethereum, respectivamente:

binance coin bitcoin hotel

Binance Coin (BNB) agora é aceita em reserva de 450.000 hotéis no mundo

Na Tripio, uma plataforma de reservas de hotéis baseada em blockchain, os usuários do Binance Coin (BNB) agora podem reservar 450.000 hotéis e acomodações residenciais usando o token da exchange Binance.

Em 4 de dezembro, a Tripio anunciou oficialmente uma parceria estratégica com a Binance para permitir que mais de 10 milhões de usuários ativos no ecossistema da Binance utilizem o BNB como uma das principais moedas da plataforma Tripio para processar reservas.

Tendência é criptomoedas serem aceitas como as moedas fiat são

Ao longo dos últimos dois anos, muitos conglomerados de larga escala como Expedia, Microsoft e Steam anunciaram integrações com criptomoedas. Em julho, um grande fornecedor de serviços de pontos de venda japoneses (PoS) foi criado para integrar o Bitcoin às centenas de milhares de varejistas.

As criptomoedas oferecem uma alternativa eficiente e prática aos sistemas centralizados existentes para os comerciantes, e incentivo para que eles desistam de plataformas de altas taxas, como Paypal ou PagSeguro.

No entanto, o setor de criptomoedas ainda está para capturar a consciência dos comerciantes, e existe um número significativo de passos a serem tomados para alcançar a adoção dominante do comércio global.

A parceria com Binance e Tripio para abrir o BNB para mais de 450.000 hotéis, seguindo a rodada de financiamento de US$ 20 milhões da Tripio em março liderada por grandes empresas de capital de risco, incluindo a OK Blockchain Capital, Ceyuan Ventures, Node Capital, F2Pool e GENESIS Capital, representa um marco importante para adoção de comerciante criptomoeda.

Vale salientar que a plataforma já aceita Bitcoin, Ethereum, diversas outras criptomoedas, além do seu próprio token para reservas também.
eth01 e1543894347192

Análise Técnica ETH/USD – 03/12/2018

Se as coisas não estão nada bem para o Bitcoin, com o Ethereum não seria diferente. Houve queda aproximada de 4,7% nos preços do ativo, o qual atingiu, assim como o Bitcoin, os mesmos patamares corretivos segundo os principais indicadores do mercado, com previsões bastante semelhantes.

Índice de Força Relativa (IFR) parece ter atingido seu alvo máximo de queda e aponta leve divergência; MACD começa a dar indícios bastante suaves de fraqueza vendedora, porém ainda é muito cedo para precisar qualquer divergência através deste sinal em específico. Portanto, estamos nos baseando primordialmente no IFR como termômetro mercadológico.

Havendo dois ou mais candles favoráveis a um movimento de alta no curto prazo, as médias móveis de 9 e 21 períodos deverão apontar sinais de reversão, corroborando com um possível pump temporário.

Foi formado canal paralelo de baixa que está sendo bastante respeitado nos últimos dias. Caso continue a segui-lo, haverá teste da LTB próximo a 113,5 USD. Se não houver rompimento, tenderá a buscar a linha de fundo, a qual representa a resistência compradora.

Tal como o Bitcoin, o Ethereum não possui sinais de longo prazo favoráveis a um impulso de reversão. Sendo assim, devido à altíssima volatilidade dos principais criptoativos nas últimas semanas, tenderemos a buscar oportunidades de compra e venda em períodos gráficos menores.

bitcoin cash crash

“Há algo de errado com o Bitcoin Cash ABC”, levanta desenvolvedor em extenso artigo

Um explosivo artigo da Medium.com escrito por um desenvolvedor pseudônimo _unwriter, que trabalha principalmente em dois projetos de infra-estrutura da Bitcoin Cash chamados BitDB e BitSocket, os quais são críticos para vários equipamentos da comunidade Bitcoin Cash, traz várias acusações contra a equipe de desenvolvimento do Bitcoin ABC, bem como com o site Bitcoin.com, de Roger Ver e a Bitmain, de Jihan Wu. Vale a pena ler o artigo se quiser entender o ponto de vista do Bitcoin SV.

Ao longo de vários parágrafos (parafraseamos, exceto onde a cotação está aspas), _unwriter declara os seguintes pontos:

  • “O Bitcoin Cash ABC tornou-se centralizado, independentemente de suas intenções, através do uso de checkpoints após o hard fork.”
  • “O Bitcoin Cash ABC apressou uma série de remendos durante o fork e potencialmente causou danos irreversíveis.”
  • “O Bitcoin é definido pela forma como é dimensionado e pela forma como é garantido. Em sua opinião, se essas coisas não estão na blockchain e nas regras da prova de trabalho (PoW) – o que ele declara ainda ser um “modo de vida” – então elas não são o Bitcoin.”
  • Maximalismo Bitcoin é uma abordagem de senso comum para o desenvolvimento.
  • “Não quero investir meu tempo e meus recursos trabalhando em uma plataforma que possa prejudicar facilmente minha inovação sem permissão a qualquer momento. Por exemplo, se você criar algo que concorra com o wormhole, espere que ele seja deixado de lado de várias maneiras sutis, de forma tão sutil que você nem perceberá isso até que ele seja lançado na forma de uma atualização do protocolo ABC. ”
  • Finalmente, o Bitcoin Cash ABC não é mais uma plataforma razoável para ele desenvolver.

Ele ou ela usou o vídeo a seguir como prova de que os contingentes do Bitcoin ABC estavam celebrando abertamente o uso de pontos de verificação “potencialmente ilegais” (paráfrases) em sua disputa acirrada para “ganhar” ou para manter o símbolo BCH entre as exchanges, um movimento que Calvin Ayre, o investidor de criptomoedas bilionário e o proprietário da CoinGeek, criticou, e pediu que as duas redes se renomeassem em termos de símbolo comercial.

https://www.youtube.com/watch?v=UjAHJY0QZhs

 

O desenvolvedor ainda levanta uma séria de polêmicas envolvendo o Bitcoin Cash, que se dividiu recentemente entre Bitcoin Cash ABC e Bitcoin Cash SV, em um hard fork.

Mais informações no artigo completo no medium.

iota

IOTA revela planos para eliminar “coordinator”, que é alvo de críticas por centralização

A Fundação IOTA revelou pela primeira vez que planeja eliminar gradativamente o coordinator da rede IOTA, que alguns vêem como um risco de centralização.

Em uma série de posts em seu blog oficial nesta semana, a fundação delineou uma sequência de etapas que planeja tomar antes do “Coordicide”, que considera um importante marco no caminho para a descentralização completa.

Origem do coordenador de rede IOTA

Embora o IOTA não seja um blockchain, mas um Directed Acyclic Graph (DAG), ele usa um mecanismo de segurança de rede Proof-of-Work como um blockchain. Isso significa que, em teoria, se um usuário comandasse o poder de hashing da rede o suficiente, ele poderia dobrar as regras de consenso para fazer o que quisesse, incluindo gastos duplos e divisões de rede. Esse era um risco particularmente real para o IOTA porque, diferentemente do Bitcoin ou do Ethereum, que têm milhares de mineradores, o poder de hashing da rede IOTA era relativamente pequeno, o que significa que seria menos difícil para um invasor obter controle sobre ele.

Para evitar tal cenário, o coordenador da rede IOTA foi criado com o objetivo principal de evitar gastos duplos. Conhecido como “Coo”, o coordenador, que é controlado pela Fundação IOTA, emite transações periódicas conhecidas como marcos. Se alguma transação na rede IOTA não for direta ou indiretamente referenciada por um marco, ela não será confirmada. Embora isso forneça à fundação uma certa quantidade de controle sobre a rede, deve-se observar que ela não permite que o histórico de transações seja alterado ou que os fundos dos usuários sejam acessados.

IOTA se livra do coordinator

De acordo com a Fundação IOTA, embora o Coo tenha cumprido bem o seu objetivo, no interesse do sucesso a longo prazo do enquadramento, é necessário eliminá-lo em primeiro lugar porque, pelo menos teoricamente, permite à Fundação escolher quais as transações que recebe. prioridade, e também permite que a Fundação congele fundos, instruindo marcos para ignorar transações envolvendo tais fundos.

Além disso, o Coo fornece um ponto central de risco, porque se ele parar de funcionar ou for tomado por alguém com intenções ruins, todas as confirmações na rede IOTA serão suspensas. Ainda mais significativamente, a necessidade de marcos para confirmar transações funciona contra a escalabilidade do IOTA a longo prazo.

Apesar do anúncio, por enquanto não existe um cronograma firme para a remoção do Coo. Uma citação do post do blog diz:

“A resposta curta é que o coordenador pode e será removido quando nossa equipe de pesquisa estiver convencida de que entendemos o Tangle estará livre de coordenadores o suficiente”.

De acordo com a Fundação, embora acabe com o Coo, não há planos para isso. O projeto “Coordicide” é o veículo usado para garantir que todas as mudanças sejam comunicadas de forma clara e antecipada, à medida que a Fundação inicia o processo de eliminar o coordenador.

bitcoin cash alta

Bitcoin Cash (BCH) atinge menor preço de todos: oportunidade de comprar?

O Bitcoin Cash, a controversa e quarta maior criptomoeda por capitalização de mercado atualmente, enfrentou recentemente uma divisão de consenso entre a comunidade, passando por Hard Fork e até saindo vitorioso dele, marcou hoje seu menor preço de todos os tempos. Especialistas enxergam grandes oportunidades a longo prazo, uma vez que o Bitcoin Cash tende a subir junto com as altcoins de maior ranking.

Preços marcam mínima desde a sua criação

Atualmente, segundo o Coinmarketcap.com,  os preços do Bitcoin Cash caíram para a sua mínima de todos os tempos: $214.48.

bitcoin-cash-minima-2018

Os preços do Bitcoin Cash (BCH) chegaram hoje a $214.48, seguindo uma tendência de baixa que vem se perpetuando no mercado de criptomoedas por todo o ano. Apesar do Bitcoin ter cruzado a marca dos $4.000 e ter se recuperado levemente, traders acham que já chegamos a um “fundo” do mercado, ou seja, chegamos a um “limite da queda”, com todo o FUD tendo se esgotado.

Bitcoin Cash pode se valorizar?

A resposta curta é sim e vai! Apesar ainda da tensão e grande questão sobre o fundo da moeda que permeia entre usuários, pode ser uma ótima oportunidade para comprar Bitcoin Cash (BCH) a preços nunca visto antes.

Nas últimas horas, o Hashrate da rede atualmente está estável e o suporte a moeda “nova” (ABC) que as exchanges estão continuando como BCH está aumentado, conforme mostra os dados abaixo do site coin.dance:

hashrate-bitcoin-cash-hard-fork-bch-abc

Onde comprar Bitcoin Cash no Brasil?

Atualmente as corretoras de maior volume são a BitcoinTrade e Mercado Bitcoin, contudo o Mercado Bitcoin ainda está atrasado na normalização dos depósitos e saques da criptomoeda (BCH). Você pode conferir todas as corretoras que negociam Bitcoin Cash no Brasil pelo WatchCoins.

bitcoin cash bch

Bitcoin Cash (BCH) vence guerra de Hash contra SV e principais exchanges reconhecem ele

A guerra pelo hash entre Bitcoin Cash (BCH) e Bitcoin Cash SV (BCHSV) terminou com uma vitória unilateral para o BCH. O Bitcoin Cash ou ABC é a principal cadeia do Blockchain.

Antes do hard fork no dia 15 de novembro, as principais exchanges de criptomoedas expressaram publicamente apoio ao roteiro estabelecido pelo bitcoincash.org ou Bitcoin ABC, a rede blockchain original do Bitcoin Cash.

Avançando rapidamente oito dias, um número crescente de plataformas líderes de negociação de criptomoedas começaram a adotar oficialmente a ABC como a rede original do Bitcoin Cash com o ticker BCH.

Atualmente o Bitcoin Cash (BCH) está sendo cotado em $256,47, enquanto o Bitcoin (BTC) está sendo cotado a $4.506,00 no momento da publicação.

O que fez a Coinbase e Kraken apoiarem o BCH?

No início desta semana, a Coinbase, uma das maiores bolsas do mundo, divulgou uma declaração oficial declarando que a ABC manterá o ticker BCH. A empresa afirmou que o maior hashate e a longa cadeia de prova de trabalho estavam entre vários outros fatores que levaram à decisão da Coinbase de fornecer o ticker do BCH para a blockchain original do Bitcoin Cash.

A equipe da Coinbase disse:

“Desde o fork do Bitcoin Cash em 15 de novembro de 2018, a Coinbase tem monitorado de perto a rede BCH. Observamos consenso na comunidade de que a blockchain ABC do BCH manterá a designação de Bitcoin Cash (BCH). A Coinbase também adotará essa designação para o BCH. A Coinbase tomou essa decisão com base em vários fatores, incluindo o fato de que a ABC tem um hashate maior e uma blockchain de trabalho mais longa. ”

Nas próximas semanas, os usuários da Coinbase poderão retirar o BCHSV que foi creditado aos detentores do BCH antes da bifurcação, mas a empresa não expressou qualquer intenção de listar o BCHSV nem permitir que os investidores negociassem o ativo recém-criado.

“Nossa intenção atual é apoiar os serviços de retirada para a blockchain BCH SV, para que nossos clientes possam retirar os fundos em uma data futura. Prevemos que esse trabalho de desenvolvimento leve pelo menos algumas semanas, mas pode levar mais tempo”, acrescentou a equipe.

Jesse Powell, CEO da Kraken, outra grande bolsa de criptomoedas com sede nos EUA, recentemente criticou a operação do campo de Bitcoin Cash SV liderado por Calvin Ayre, Craig Steven Wright e Coingeek, que ameaçaram desenvolvedores e mineradores ao longo das últimas semanas. .

Personalidades por trás do SV estão atacando o Bitcoin Cash

Mesmo no rescaldo da guerra do poder de hash, representantes do campo Bitcoin Cash SV continuam a fazer ameaças contra a comunidade do Bitcoin Cash.

Em 23 de novembro, Calvin Ayre, um bilionário do cassino por trás do SV, encorajou os investidores da Kraken a se manterem longe da bolsa por “manipular” o mercado de criptomoedas fornecendo Bitcoin Cash com o ticker do BCH.

Ameaças contínuas do campo de SV poderiam levar a mais exchanges reconhecendo a cadeia original do Bitcoin Cash como BCH, o que poderia ter um impacto negativo na tendência de crescimento de longo prazo do ativo.

spam

Bitcoin Cash: Hard Fork sofre ataque de spam!

Imediatamente após o Hard Fork do Bitcoin Cash, os blocos da cadeia ABC da Bitcoin começaram a se encher de transações absurdamente pequenas. No momento da redação, logo após a bifurcação, três desses blocos haviam sido extraídos com um total de mais de 50.000 transações no valor de menos de 0,5 BCH no total, como visto no vídeo abaixo:

Ataque de spam

O método de ataque parecia estar repetidamente enviando transações entre os mesmos endereços. Esse endereço, por exemplo, recebeu 500 das primeiras transações de spam. Em seguida, ele apareceu para enviar transações para si mesmo.

ataque-spam-bitcoin-abc

Dado o grande limite de tamanho de bloco do Bitcoin Cash em geral, seriam necessárias muito mais transações de spam do que isso para ter um impacto verdadeiramente negativo na rede. Coletivamente, os três blocos acima não ultrapassaram o tamanho de 10MB. Durante um longo período de tempo, digamos de duas a três semanas ou mais, esse ataque de spam poderia ter um impacto negativo, pois encheria todo o espaço em disco dos nós do Bitcoin ABC ou, se a amplitude aumentasse, poderia potencialmente impactar o custo de transações BCH, bem como a disponibilidade de espaço em bloco. Como regra, entretanto, o Bitcoin ABC não se opõe a futuros aumentos de tamanho de bloco.

hard fork bitcoin cash

Hard Fork do Bitcoin Cash: entenda como chegamos até aqui

Como o Hard Fork do Bitcoin Cash se aproxima e os usuários enfrentam a perspectiva de duas versões do Bitcoin Cash, é importante lembrar o que levou o Bitcoin Cash a essa situação. Como tal, aqui está uma recapitulação ainda que incompleta.

O início de tudo: o debate do tamanho do bloco

Começando em meados de 2015, os blocos da rede do Bitcoin começaram a ficar cheios, e essa tendência continuou por mais de um ano. Isso significava que o custo de enviar uma transação em um período de tempo razoável aumentaria necessariamente. Vários desenvolvedores propuseram soluções. Existe a solução óbvia de simplesmente aumentar o tamanho dos blocos, mas outros desenvolvedores viram isso como não sendo uma solução, pois, eles argumentam, isso tornaria o blockchain inchado e, portanto, menos eficiente. Outra solução é sidechains, que é a direção que a Lightning Network e produtos similares vêm. Existe a combinação de ambos, que é o que o Bitcoin provavelmente experimentará eventualmente.

Divisão da comunidade

Os debates em torno do tamanho do bloco foram ferozes, com dois campos emergentes e muitos membros da comunidade divididos. Um grupo apoiou claramente a manutenção do tamanho do bloco de 1MB e o outro defendeu aumentos. Gavin Andresen dividiu o Bitcoin Classic em fevereiro de 2016 em uma tentativa de aumentar o tamanho do bloco. O desenvolvedor Mike Hearn eventualmente ficou frustrado e abandonou o desenvolvimento do Bitcoin, vendendo todas as suas moedas na saída.

Houve uma clara divisão entre os empresários do Bitcoin, os desenvolvedores do Bitcoin e os mineradores de Bitcoin no que diz respeito ao que deve ser feito com a rede. O Bitcoin Classic e outras tentativas iniciais de dividir a rede e aumentar o tamanho do bloco falharam essencialmente, e começando perto do final de 2016, a discussão de um esforço sério no hard fork surgiu, culminando em uma conferência chinesa Bitcoin onde o Bitcoin ABC foi estabelecido.

Craig Wright

Desde o tempo de sua abertura ao público, com a alegação de que ele era o homem conhecido como Satoshi Nakamoto, Craig Wright se tornou muito ativo na discussão sobre aumentos de tamanho de blocos. Os proponentes do aumento do tamanho dos blocos ficaram felizes em aceitá-lo como um novo apoiador para falar abertamente na mídia. Ele rapidamente se tornou amigo de Roger Ver e Calvin Ayre, dois dos proponentes mais influentes dos blocos maiores.

BIP91

Nenhum aumento de tamanho de bloco foi acordado no desenvolvimento do Bitcoin e o co-fundador da Bitmain, Jihan Wu, e sua empresa esboçaram um plano de back-up para separar Bitcoin se o BIP91, o Segregated Witness, fosse ativado sem aumentar o tamanho do bloco. Roger Ver e vários outros empresários apoiaram veementemente o fork e, em agosto de 2017, o Bitcoin Cash entrou em operação. Rapidamente ficou claro que a maioria das mineradoras iria continuar com a blockchain original do Bitcoin (BTC), mas gradualmente, ao longo do tempo, a Bitcoin Cash desenvolveu sua própria comunidade de mineração. O Bitcoin Cash inicialmente registrou altas de negociação e depois um longo declínio acentuado no valor, recuperando-se eventualmente

Pouco mais de um ano após sua fundação como uma blockchain separada, várias coisas mudaram no Bitcoin Cash. Por um lado, sua estrutura de endereçamento foi significativamente diferenciada do Bitcoin. O tamanho do bloco aumentou para 8MB, e um aumento subseqüente para 32MB aconteceu sem problemas. As coisas pareciam estar funcionando para a comunidade.

Bitcoin Cash SV e Bitcoin Cash ABC

O Bitcoin ABC foi criado em uma conferência chinesa do Bitcoin em junho de 2017. Ele continuará após o fork com um conjunto diferente de alterações do fork do Bitcoin Cash SV, cuja primeira mudança é implementar um tamanho de bloco máximo de 128MB.

A SV conta com o apoio da Coingeek, o maior pool de mineração de Bitcoin Cash, além de outro grande grupo e bilionário, Calvin Ayre. O Bitcoin ABC mantém o apoio de seus apoiadores na Bitmain, juntamente com Roger Ver e várias exchanges. O principal desacordo entre as duas redes tem a ver com o que o Bitcoin ABC considera como melhorias no protocolo, a fim de facilitar a transição para contratos inteligentes. A primeira oferta do Bitcoin SV não inclui nenhum desses “aprimoramentos”, apresenta quatro novos opcodes e aumenta o tamanho máximo do bloco, conforme citado.

Onde estamos

Ontem (15 de novembro) foi um dia de atualizações regulares para o Bitcoin Cash, mas hoje será diferente dos dias anteriores do HardFork. Todos os sinais apontam para duas versões do Bitcoin Cash saindo da atividade de hoje, potencialmente três. O Bitcoin Cash ABC possui a maioria dos nós, enquanto o Bitcoin SV possui a maior parte da mineração. A Bitcoin.com anunciou que vai direcionar todos os seus esforços de mineração, cerca de 1.000 PH/s, para o lado Bitcoin Cash ABC do fork.

Futuro incerto

O futuro das duas moedas é muito incerto. Separadamente, nas exchanges onde eles foram pré-listados, eles dividiram aproximadamente a capitalização de mercado do Bitcoin Cash, nenhum dos dois subiu mais que US$ 300. O token original do Bitcoin Cash não foi muito abaixo de US $ 400 a qualquer momento, mas agora os usuários receberão os tokens ABC e SV na maioria das trocas.

É fácil prever quando as coisas são tão incertas – muitas pessoas vão prever o sucesso ou o fracasso de qualquer blockchain – e é fácil estar errado em tais previsões. A influência da maioria econômica é forte, então é provável que o token Bitcoin ABC tenha uma negociação e aceitação mais ativas do que o símbolo SV.

Também pode ser esperado que com o tempo ambos os tokens sejam não tenham nenhuma relevância, uma vez que são desacreditados pela comunidade Bitcoin.